Faz parte da indústria mais sexy da Europa

UM OLHAR SOBRE A ACADEMIA

FILOSOFIA

De forma a atingir o seu objetivo, o CFPIC desenvolve um conjunto de metodologias de trabalho com vista ao cumprimento de todos os requisitos normativos e na própria melhoria contínua dos seus serviços que se encontram atualmente implementados, esforçando-se deste modo, por alcançar a excelência.

Reconhecida por produzir alguns dos mais celebrados designers de moda nos anos recentes, a Academia de Design e Calçado encoraja uma abordagem sem medo à expressão criativa, à competência e conhecimento técnico, ao “saber fazer”.

A realização individual, no contexto global de design, é potenciada através das nossas excelentes ligações à indústria, às marcas internacionais e aos designers práticos, apoiadas num staff dedicado.

Os nossos programas evoluem permanentemente para fornecer um ambiente de aprendizagem que é apoiado, desafiante e relevante para os estudantes e para a indústria da moda.

Pólo Felgueiras  Pólo S. J. da Madeira 

80.000 formandos até hoje

VANTAGENS

Ensino Dual

Diversidade de abordagens de ensino em estreita colaboração com as empresas (ensino-dual). O único curso no país orientado para uma especialização no calçado. Oportunidades para a colaboração inter-disciplinar e com outras áreas quer do design quer da indústria. Estágios com algumas das maiores marcas da moda.

Design

Especialidades de design incluindo desenho de acessórios, calçado de homem, senhora e criança e marroquinaria. Investigação em colaboração com o Centro Tecnológico do Calçado.

Pedagogia

Um curriculum desenhado para estimular a auto confiança, procurando um justo equilíbrio entre expressão criativa, excelência técnica, comunicação e profissionalismo. Um corpo docente especializado por áreas e técnicos com uma enorme experiência. Um número limitado de vagas que permite uma focagem total na aprendizagem um-a-um.

eduardo costa

Entrevista com o Dr. Eduardo Costa, Diretor Geral da Academia

Durante 40 anos, o Centro de Formação Profissional da Indústria de Calçado formou mais de 80.000 colaboradores da fileira do calçado em Portugal. Quatro décadas depois, muda de imagem, de assinatura e prepara uma reestruturação sem precedentes. Eduardo Costa, Diretor Geral, explica-nos as razões.

O Centro alterou recentemente a imagem institucional. Qual foi o grande objetivo que o motivou para essa alteração?

O Centro tem estado sempre na linha da frente nas alterações que o setor de calçado, ao longo dos anos, tem vindo a registar. O setor, de um modo geral, evoluiu, tem vindo a apostar em áreas mais nobres e de maior valor acrescentado e consideramos que, uma vez mais, teríamos de acompanhar esta tendência. Mudamos de imagem, mas mudaremos, ainda em 2013, várias outras áreas criticas. Passaremos a ter outra assinatura, Academia de Design e Calçado, porque entendemos que deveremos renovar a imagem, mas também a mensagem. Aqui formam-se verdadeiros artesãos. Mas outras alterações estão a ser ultimadas.

Como por exemplo? Que outras grandes alterações serão esperadas?

Desde logo ao nível dos cursos. Muitos deles serão reformatados. A Academia de Design e Calçado adaptará alguns cursos, reciclará outros, porque entendemos que poderemos prestar um serviço ainda melhor às empresas. Estamos a trabalhar com o Instituto de Emprego e a APICCAPS nesse sentido.

Trata-se de um projeto ambicioso?

Ambicioso, mas necessário. Nos últimos anos, procedemos a uma profunda alteração interna da Academia, tornando-a mais ágil, mais flexível e com maior capacidade de responder aos desafios da fileira do calçado em Portugal. É chegado agora o momento de darmos um novo impulso, trabalhando num regime de parceria quer com as empresas quer com as escolas, de modo a ganhar a batalha da qualidade e do desenvolvimento.

Porque razão optaram pela designação Academia?

Estamos a efetuar alterações em toda a linha. Tínhamos de romper com o passado e pareceu-nos que deveríamos ter uma nova assinatura, uma nova identidade. Não abandonaremos de vez a designação CFPIC, mas a verdade é que o Termo Academia faz-nos recuar até Platão, Academia significa a universidade da vida, a escola das artes e dos artesãos. Ora, num setor que valoriza cada vez mais o saber fazer, parece-nos que esta á uma excelente opção.

(Entrevista na íntegra na revista GO de Abril)